1 – Catarse

O que nos move enquanto seres humanos é uma salutar mistura de racionalidade e sentimento.

Nem somente a fria razão, nem exagero de emoção, em um saudável equilíbrio.

Engolidos pelo andar acelerado da vida, os sentimentos não expressados vão se acumulando, inertes, e tornando a trajetória muito menos significativa, descolorida.

Por isso é importante que se realize uma catarse, uma liberação desses sentimentos.

É aí que entra a escrita.

Escrever não é somente um ato catártico, de liberação emocional.

É forma de eternizarmos a emoção que nos humaniza, gravando o carinho com tinta indelével não só no papel que o recebe, mas também nos corações dos interlocutores.

Expressar o que sentem: eis o segredo dos felizes.

Próximo capítulo: 2 – Cinco Sílabas »

ÍNDICE