5 – A Louça e o Mundo

É maravilhoso que se queira mudar o mundo.

Transformar – para melhor – o planeta em que vivemos não é quimera; é possibilidade real para aqueles com garra e perseverança.

Acontece que muitos não compreendem que essa mudança ocorre de dentro para fora: é no próprio lar que ela começa.

De que adianta o jovem encher-se de ideais e não respeitar os pais e professores? Não cumprir os deveres escolares?

Com que credibilidade se pode expor à comunidade belos planos de progresso tendo deixado o quarto todo bagunçado?

Colaborar com aquilo que ganha visibilidade no mundo sem antes ter contribuído com a própria família é pura hipocrisia.

Não permita que as dificuldades do cotidiano destruam seus ideais de mudança; mantenha seus sonhos vivos e busque realizá-los, em qualquer etapa da vida.

Mas nunca se esqueça: não adianta querer mudar o mundo e não lavar a própria louça.

Próximo capítulo: 6 – Plantio »

« Capítulo anterior: 4 – Tráfego

ÍNDICE